Thermal Throttling – O que é e como funciona

Desde os processadores Pentium 4, foi incorporado uma solução interessante aos processadores, chamada de ”Thermal Throttling” ou controle térmico.

Esse recurso permite que a fabricante do processador defina um limite de temperatura para o mesmo, fazendo com que ao se chegar a esta temperatura, o processador reduza automaticamente sua carga, baixando em torno de 70% a frequência (velocidade) do processador por alguns segundos para que a temperatura baixe. Se a temperatura não baixar e continuar subindo, o processador enviará uma mensagem à placa mãe para que desligue o computador.

Thermal Throttling

Isso é uma “técnica de defesa da CPU” para que você não sofra uma eventual queima do processador, que acontecia muito antigamente, principalmente em processadores da AMD que em certa época eram mais rápidos que os da Intel, mas tinham a fama de esquentar demais.

Atualmente a Intel dispõe da tecnologia SpeedStep e a AMD o Cool'n'Quiet que ajudam a resfriar o processador, baixando a quantidade de energia consumida quando seu computador não é exigido, fazendo com que sua temperatura se mantenha baixa ou estável e também os coolers (ventiladores) fiquem mais devagar e silenciosos. Além disso, se você usa notebook ou outro portátil, consumirá menos energia da bateria, então é uma boa deixar este recurso ativado caso esteja disponível para ligar/desligar pelo setup da placa mãe.

Existem muitos usuários que ao jogar ou usar uma aplicação que exigem mais do seu computador, notam que depois de certo tempo a máquina fica lenta como se estivesse sobrecarregada ou em certos casos até desliga sozinha.

Isso com certeza pode ser sinal de super aquecimento, onde o local onde está o computador não é adequado, com pouca ventilação, ambiente muito quente, coolers (ventiladores) falhando ou ineficientes, pasta térmica que precisa ser trocada ou muita sujeira acumulada dentro do gabinete.

Para testarmos esta funcionalidade e saber se o seu processador está com o “controle térmico” (Thermal throttling) está ativado, pode se usar um programa chamado Throttle Watch que pode ser baixado aqui: http://www.dicasparacomputador.com/files/ThrottleWatch.zip

Você também usar o programa BurnIn Test para simular o uso de 100% do processador, enquanto analisa em conjunto com o programa Throttle Watch. BurnIn Test pode ser instalando baixando o programa aqui: http://www.dicasparacomputador.com/files/BurnInTest.zip. Ele não é gratuito, mas funciona por 30 dias.

Abra o BurnIn Test e clique em “Continue” para usar a versão por 30 dias. Após clique no ícone que vê na imagem abaixo ou vá em “Configuration > Test selection & Duty Cycles...”.

Configurando o BurnIn Test

Nesta tela de configuração do BurnIn Test, deixe marcado apenas a opção “CPU” e eleve seu valor até 100. Após, clique em “OK”.

Teste 100% CPU

Agora clique no ícone mostrado na imagem abaixo para executar o teste da CPU, utilizando a mesma em 100%.

Iniciando brunintest

Use em conjunto com o Throttle Watch verificando se não é acusado nada pelo programa, que tem a finalidade de lhe avisar quando o processador usar a função Thermal throttling.

Caso não consiga executar o programa Throttle Watch, é possível usar o Gerenciador de tarefas do Windows, bastando apertar Ctrl+Shift+Esc para abrir o gerenciador e ficar de olho na barra de processamento. Se ela baixar em algum momento do teste, pode ser um forte sinal que o processador usou o Thermal throttling.

burnintest e task manager

Se isso ocorre com muita frequência e em pouco espaço de tempo quando a CPU está em pleno processamento, é sinal que seu computador está com problemas de resfriamento e recomendo solucionar para aproveitar melhor a capacidade da sua máquina e assim executar as tarefas mais rapidamente, pois como comentamos, quando o processador usa o Thermal throttling, significa que sua temperatura chegou a certo limite de segurança e baixou sua velocidade para usar menos energia e em consequência resfriá-lo.