Por que eu sempre tenho que reinstalar um programa em um novo Windows

Entenda por que devemos reinstalar os programas quando migramos para um novo Windows ou sistema operacional.

Há alguns anos atrás quando ainda estava aprendendo sobre informática, na primeira vez que tive que reinstalar o Windows, fiz um backup de todos os arquivos importantes que tinha em meu computador, inclusive os programas que estavam no diretório Arquivos de programas na inocência de reinstalar todos os programas que tinha instalado no Windows anterior apenas copiando os diretórios deles e seus arquivos para o novo diretório do “Arquivos de programas”.

copiando programas novo windows

Mas isso obviamente não funcionou por que estes programas ao serem instalados utilizando um arquivo executável, inserem em vários locais do Windows arquivos DLL e registros que são solicitados quando o abrimos.

Mas há alguns programas (jogos principalmente) onde é possível fazer isso, copiando suas pastas para a nova instalação do Windows e a executando sem problemas. Iremos saber mais sobre isso neste artigo.

Por que os programas requerem instalações?

Quando fazemos o processo de instalação de um programa no Windows, parece que ele instala seus arquivos apenas em um diretório, normalmente no C:/Arquivos de Programas (Para programas em 64 bits) ou C:/Arquivos de Programas (x86) (para programas em 32 bits).

Mas na verdade a maioria dos programas instala e grava arquivos e informações em outros locais específicos do Windows. Entre eles temos:

  • Configurações do registro: Parte dos programas disponíveis para o Windows necessitam salvar e usar informações do registro do sistema operacional. É um local onde acessamos pela ferramenta regedit e utilizada para memorizar opções de configurações, opções do menu de contexto, chaves e outros tipos de configurações. Se qualquer uma destas chaves não estiver presente o programa poderá falhar ou mostrar erros quando tentar abri-lo.
  • Uso de outros diretórios: Certos programas necessitam instalar outros programas no Windows que normalmente servem como complemento quando são executadas determinadas funções do aplicativo. O iTunes, por exemplo, instalar o programa Apple Application Support que tem sua própria pasta e configurações de registro.
  • Serviços do sistema: Alguns programas necessitam a instalação de serviços do sistema que são inicializados durante o inicio do Windows (quando você se loga no sistema) ou quando abrimos o programa que o utiliza. Um exemplo é o Google Chrome que instala o Serviço do Google Update (gupdate) e que serve para manter o sistema operacional atualizado verificando de tempos em tempos por novidades nos servidores do Google. Copiar o navegador para um novo Windows não instalaria este serviço essencial para o aplicativo.
  • Arquivos de sistema do Windows: Boa parte dos programas copiam arquivos DLL específicos para a pasta system e System32 que são bibliotecas essenciais para executar determinadas funções do programa. Sem estes arquivos com certeza daria erro na hora que fosse abrir um programa copiado para uma nova instalação do Windows.
  • Pasta de dados do usuário: Os programas mais atuais não salvam mais as configurações dentro de sua própria pasta em C:/Arquivos de programas/nome-do-programa. Como a utilização de multiusuários é bem empregada no Windows os programas agora guardam estes registros dentro do diretório de cada usuário.
  • Bloqueio de hardware: Alguns programas utilizam um sistema de autenticação anti cópia que utiliza o DRM, vinculando o programa ao hardware de um computador. Então copiar o programa para outro seria bem complicado.

Teoricamente poderíamos encontrar todas estas configurações de registro, arquivos de programas, arquivos de sistema, pastas de dados do usuário e outros e copiá-lo para o novo computador a fim de fazer o programa funcionar sem precisar reinstala-lo. O problema é que isso seria extremamente tedioso e na prática baixar o arquivo executável do programa e reinstala-lo da forma tradicional seria mais rápido e prático.

E quais formas são permitidas a cópia de programas com copiar e colar?

Alguns programas são projetados para serem portáteis e não precisarem de escrita de registro no Windows e armazenando todos os dados diretamente em sua pasta de execução sem nenhuma necessidade de instalação. São eles:

  • Jogos: a maioria dos jogos para PC são muito grandes e exigiria muito da internet para baixar em um novo computador. Para poupar a largura de banda e velocidade, alguns desenvolvedores fizeram com que os jogos sejam executados de forma portátil. Um exemplo é Steam da Valve que permite que você copie a pasta Steam para um outro computador sem problemas, bastando executar o arquivo Steam.exe para funcionar sem uma reinstalação. Os jogos da Blizzard também funcionam da mesma forma, permitindo que você copie a pasta do jogo para outro computador sem reinstalações.
  • Programas portáteis: muitos programas são desenvolvidos para abrirem de forma portátil e sem instalações. Ou seja, você baixa o aplicativo, descompacta em uma pasta e já pode executar e rodar ele sem instalações. Isso é útil até mesmo se quiser usar o programa diretamente de um pen drive, por exemplo.

aplicativos-portateis