O que significa e como funciona Full-Seg/1-Seg na TV Digital

Se você está pensando em adquirir um receptor de tv digital para poder assistir em seu computador, smartphone ou tablet que possua entrada USB e que permita este tipo de funcionalidade, com certeza deve ter reparado nesta sigla Full-Seg/1-Seg.

ISDB-T significa “Serviço Integrado de Transmissão Digital Terrestre” e este padrão japonês é o utilizado no Brasil para as transmissões de sinal digital áudio e vídeo e foi escolhido devido aos benefícios técnicos em relação aos outros padrões usados na Europa e Estados Unidos.

Significado Full-Seg e 1-Seg

O que o ISDB-T faz é levar em apenas um sinal a possibilidade de várias funções diferentes. Então uma emissora usando o mesmo canal pode enviar a transmissão de TV em HD, enviar dados da programação, música, enquete ou qualquer outra funcionalidade sem precisar outro canal ou sinal. Isso já é uma vantagem no Brasil principalmente onde os canais abertos são limitados e caros de se manter.

FullSeg é uma referencia ao fato do sistema de TV digital padrão japonês e brasileiro dividir o sinal digital em 13 segmentos, sendo 12 em alta definição e o 13º em baixa definição. Então Full-Seg usa os 12 segmentos transmitindo as imagens no padrão SD (resolução de 720x480 que é a qualidade de DVD), HD (1280x720 que é a mais usada pelas redes de TV nacionais e é uma imagem em alta resolução) e até Full HD (1920x1080i mesma qualidade usada nos filmes Bluray).

Segmentos Fullseg e 1seg

O 1-Seg ou também conhecido como 1SEG e One Seg é a tecnologia de transmissão digital de TV para portáteis como notebooks, netbooks, smartphones, tablets e outros com áudio e vídeo integrado. O 1-Seg usa 1 dos 13 segmentos onde a resolução varia de 240x180 pixels, 320x240 pixels ou 320x180 pixels.

Diferença do Full-Seg para 1-Seg

OneSeg vs FullSeg

Como pode perceber no 1-Seg o tamanho da imagem é bem menor e por isso usa apenas 1 segmento e é próprio para os portáteis, diferente do Full-Seg que usa os 12 segmentos para fornecer uma imagem maior própria para televisores ou portáteis com tela em HD ou Full HD.

O 1-Seg permite uma melhor recepção móvel, onde é ótimo para celulares ou em TVs localizadas em veículos onde se movimentam a todo instante. Interessante é que no Brasil, houve um incremento de frames por segundo em relação a transmissão original do Japão que é de 15 frames por segundo, enquanto no Brasil é de 30 frames (isso faz com que a imagem seja mais fluida sem a percepção de “quadro a quadro” ou “pulo de quadro”).

  • Japão: Vídeo em H.264 à 15fps. Áudio no formato HE-AAC,  v.1 low complexity.
  • Brasil: Vídeo em H.264 à 30fps. Áudio no formato HE-AAC,  v.2 low complexity.

O 1-SEG também precisa de menos processamento para ser assistido (por isso os benefícios de seu uso em celulares e afins) enquanto o Full-Seg necessita de um maior processamento para expor os quadros e imagens em HD sem “travadas”. Há quem diga que é necessário uma boa placa de vídeo que suporte vídeo em HD/Full HD e processadores com 2 GHz ou superior.