Fotos borradas: Como evitar e por que isso acontece

Aprenda algumas técnicas que evitam que suas fotos feitas de câmeras digitais de entrada e celulares fiquem totalmente desfocadas ou borradas.

É sempre assim, aquela foto que mais precisa e tirada em momentos únicos com sua câmera digital baratinha ou celular sai toda trêmula e borrada, sem nitidez nenhuma.

Estas fotos embaçadas são o resultado de uma configuração de velocidade do obturador que está definido para ser lento. Por exemplo, se a velocidade do obturador da câmera está definida como 1/30 se segundo ou mais lenta, é provável que ao fotografar a imagem fique sem nitidez e muitas vezes imprestável.

Fotos borradas de câmeras celular

O que causa os borrões nas fotos?

Como mencionamos acima, uma das causas está nas configurações que faz o obturador ficar lento e registrar a imagem se movimentando, principalmente por causa das suas mãos que tem um processo natural de não serem estáveis e tremerem, mesmo que minimamente.

Atualmente boa parte das câmeras fotográficas compactas e também alguns smartphones já vêm com estabilizador óptico (e não digital como a maioria) para estabilizar a lente da câmera enquanto suas mãos tremem ou se movimentam. Isso ajuda e muito a fotografar fotos nítidas sem a necessidade de tripés, já que na estabilização digital é um software que tenta estabilizar a imagem e que não se compara com a qualidade do estabilizador óptico.

explosao-detalhes-lente-estabilizacao-optica

O que fazer para tirar fotos nítidas em câmeras amadoras e smartphones?

Se você não pode comprar uma câmera ou smartphone com estabilizador óptico (que devido a complexidade mecânica são mais caros), aqui vai algumas dicas que deve seguir para manter a qualidade das fotos e sem borrões.

1. O tripé ajuda e muito nas fotos, principalmente em ocasiões onde o ambiente está mais escuro, já que configurar o obturador para velocidades menores, fará com que a imagem fique com outro problema, escura. O obturador em certos casos de intensidade de luz precisa ficar certo tempo aberto para poder capturar as imagens e a luz e o uso do tripé irá lhe auxiliar muito nisso.

tripes-smartphones

2. Tente usar o modo manual da sua câmera para que possa definir o modo de prioridade do obturador.  Assim será possível definir a velocidade do obturador da câmera que em ambientes com boa quantidade de luz pode é recomendado que seja de pelo menos 1/60 ou mais rápido, reduzindo assim o efeito blur (desfoque) das imagens.

velocidade-obturador-camera

3. Escolha uma configuração de ISO mais alta se você estiver usando o modo de exposição automático. A ISO refere-se a sensibilidade da câmera à luz. Aumentando esta configuração para uma velocidade rápida como 800 ou 1600 poderá ajudar principalmente em ambientes escuros. Mas faça alguns testes antes, pois quanto maior o valor da ISO, mais ruídos (pontilhados) sua imagem poderá ter.

exemplo-isos-imagens-cameras

4. Se sua câmera possui a opção de escolher o atraso de disparo do obturador (temporizador da câmera), você poderá definir para que após apertar o botão de disparo, somente após 3 segundos a câmera tire a foto para você. Isso é útil em situações em que o obturador precisa ficar aberto por mais tempo (locais escuros, por exemplo) e a câmera esteja fixada em um tripé ou sob algum objeto. Assim suas mãos não intervirão em mexer a câmera no momento do disparo do obturador. Esta dica é usada por muitos fotógrafos profissionais e realmente deixa as imagens bem nítidas.

simbolo-temporizador-camera

5. Em máquinas que possuam estabilizar digital (e até mesmo em alguns casos com estabilizador óptico, para quem é mais exigente com a qualidade das imagens) o maior segredo é deixar a máquina fixada em algum local. Se não for possível colocar em um tripé, coloque contra a parede, em uma mesa ou outro local em que possa posicionar sem que esteja em suas mãos.

posicionando-fixando-camera