Aumente a velocidade dos apps do Android ativando o ART

Saiba como ativar a opção de runtime ART no Android 4.4 ou superior para melhorar o desempenho de alguns apps em seu smartphone ou tablet.

Com as novidades do Android L, a Google, desenvolvedora deste sistema operacional móvel trouxe como novidade o novo runtime chamado de ART. Ele foi introduzido inicialmente no Android 4.4 KitKat como opção de desenvolvedor.

O Android utilizava o Dalvik runtime (libdvm.so)  e a partir do Android L será substituído pelo ART runtime (libart.so) que proporciona maior velocidade de abertura e execução dos aplicativos e jogos na maioria dos casos do que se estivesse sendo executado com o Dalvik.

Ativando Android ART

Para quem não sabe, Runtime é uma biblioteca de códigos que fazem o gerenciamento entre o programa que está sendo executado com o sistema operacional e hardware. Quando um programa é executado, ele precisa de vários recursos do sistema operacional. O Runtime faz com que as bibliotecas necessárias sejam carregadas e alocações de memória e processamento sejam disponibilizados para o programa.

Assim é possível distribuir aplicativos e jogos menores, já que com o runtime será disponibilizado as bibliotecas necessárias que o programa precisa, não precisando assim colocar tudo junto com o app. Se não existisse esta forma os arquivos seriam muito maiores, já que seria necessário colocar várias bibliotecas juntos com o app.

Como ativar o runtime ART no Android

Você precisa ter o Android 4.4 ou superior para poder ativar o ART no Android.

Primeiramente queremos dizer que alguns aplicativos ou jogos podem não funcionar corretamente com o ART ativado, principalmente os apps mais antigos ou desatualizados. Se for este o seu caso ou ocorrer algum problema, você pode voltar para o runtime Dalvik quando quiser.

As melhorias de velocidade se darão mais em jogos que utilizem recursos 3D do que em outros tipos de aplicativos. O tamanho dos apps também ficarão um pouco maiores (em torno de 10% a 20%) ocupando mais espaço de armazenamento.

Como nem todos os dispositivos possuem o Android 4.4, se você tem o M8 da HTC, Moto X, Samsung Galaxy S5, Moto G, Nexus 5, Nexus 7 ou LG G2, você terá esta opção disponível para mudar em seu aparelho.

Para habilitar é fácil. Basta ir em:

CONFIGURAÇÕES > OPÇÕES DE DESENVOLVEDOR

Em “Select runtime” ou “Selecione o runtime” provavelmente estará como opção Dalvik. Basta tocar ali e alterar para ART.

opcao-runtime-art-android

Após a escolha, o sistema irá reiniciar.

Nos testes feitos no Android L, o ART se mostrou superior em relação ao Dalvik. No Android 4.4 essa diferença não se mostrou em todos os apps, somente em alguns. Então se notar que ficou mais lento ou que apareceram bugs nos aplicativos, volte para o Dalvik e aguarde o Android L.